quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

PREMONIÇÃO 2

PREMONIÇÃO 2 (Final destination 2, 2003, New Line Cinema, 90min) Direção: David R. Ellis. Roteiro: J. Mackye Gruber, Eric Bress, estória de J. Mackye Gruber, Eric Bress, Jeffrey Reddick, personagens criados por Jeffrey Reddick. Fotografia: Gary Capo. Montagem: Eric Sears. Música: Shirley Walker. Figurino: Jori Woodman. Direção de arte/cenários: Michael Bolton/Louise Roper. Produção executiva: Richard Brener, Toby Emmerich, Matt Moore, Jeffrey Reddick. Produção: Craig Perry, Warren Zide. Elenco: A.J. Cook, Michael Landes, Ali Larter, Jonathan Cherry, Keegan Connor Tracy, Justina Machado. Estreia: 31/01/03

Um dos maiores problemas de um filme original e criativo ser bem-sucedido nas bilheterias é o fato de que em seguida, obrigatoriamente, ele é seguido por uma ou mais sequências que nem sempre cumprem sua premissa original e o que é ainda pior, consegue humilhar a primeira ideia e torná-la tão estúpida quanto qualquer outra. “Premonição 2”, que dá continuidade ao sucesso do primeiro filme, lançado em 2000, não chega a destruir a reputação de seu antecessor graças a alguns bons momentos, mas poderia tranquilamente ser menos clichê e mais apavorante.

A história da continuação se passa exatamente um ano depois do início do primeiro filme. Junto a um grupo de amigos, a jovem Kimberly Corman (a fraca A.J. Cook) está indo passar um final de semana no campo quando tem a visão de um enorme engavetamento em uma rodovia expressa, que causará a sua morte e de seus companheiros. Tentando impedir a tragédia, ela apenas consegue salvar a si mesma e algumas pessoas que estavam bloqueadas por sua van, que escapam de um violento acidente que ocorre frente aos olhos de todos. Apavorados e desconcertados, os sobreviventes começam a desesperar-se, no entanto, quando eles passam a morrer em acidentes bizarros e surge a teoria de que, se eles enganaram a morte uma vez, isso não se repetirá e todos irão encontrar um final trágico muito em breve.

         

Em suma, a história de “Premonição 2” apenas repete a obra original. O que faz com que sua qualidade seja inferior é a necessidade quase adolescente do diretor e dos produtores em transformar o que era o diferencial – clima sombrio, tensão constante – em lembrança, dedicando-se quase exclusivamente em criar mortes violentas e bem mais gráficas, em detrimento de um roteiro consistente e verossímil. Apesar de contar com algumas cenas de grande impacto e suspense – apelando para medos primais como dentista e viagens em rodovias – o roteiro conta com alguns diálogos que beiram o medíocre e atuações abaixo da média. A própria conexão com o primeiro da série é bastante fraca, existindo quase que somente para justificar a volta de Clear Rivers (a tenebrosa Ali Larter). Nem mesmo o diálogo em que todas as personagens descobrem seus vínculos com a tragédia do avião mostrado no filme original consegue ser empolgante, já que não há desdobramentos nas cenas seguintes.

No final das contas, “Premonição 2” cumpre o que promete. Tem bastante sangue, muita violência, tensão à vontade e sustos nas horas certas. Mas que fica bem longe da qualidade do primeiro não há a menor dúvida.

Nenhum comentário: