terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

UM MÊS, 31 FILMES - DIA 13 - MAIOR ROUBADA CINEMATOGRÁFICA

Quem vai ao cinema com frequência sabe que assistir a filmes ruins é uma coisa da qual ninguém está livre. Nem mesmo aqueles elogiados e premiados ficam de fora dessa lista. Para ilustrar minha teoria, o meu escolhido para ser a maior roubada cinematográfica ganhou Oscar de melhor filme, diretor, ator e roteiro original, mas, a meu ver, é uma das maiores bombas dos últimos anos. Sim, estou falando de "O discurso do rei".

Festival de clichês, o filme de Tom Hopper parece ter sido feito sob medida para encantar os membros mais conservadores e preguiçosos da Academia, que o prefereriam a obras inovadoras e muito mais inteligentes, como "Cisne negro" e "A origem". Chato, previsível, visualmente pobre e exageradamente "autoajuda", é daqueles filmes que me despertaram uma única vontade na sala de cinema: sair correndo dela o quanto antes.

Me desculpem os fãs, mas pra mim, foi uma roubada tremenda.

2 comentários:

Tiago Britto disse...

Ah...esse filme é muito bom. Eu gostei muito...segue um pensamento retinho, tem clichÊs, mas é divertido...eu ainda daria o Oscar ao Facebook, mas eu gostei desse

Iuri disse...

Condordo! O Discurso do Rei é muito chato! No Oscar tava torcendo por Cisne Negro!