domingo, 24 de fevereiro de 2013

PLANETA TERROR


PLANETA TERROR (Grindhouse: Planet Terror, 2007, Dimension Films, 105min) Direção, roteiro, fotografia e música: Robert Rodriguez. Montagem: Ethan Maniquis, Robert Rodriguez. Figurino: Nina Proctor. Direção de arte/cenários: Steve Joyner/Jeanette Scott. Produção executiva: Sandra Condito, Bob Weinstein, Harvey Weinstein. Produção: Elizabeth Avéllan, Robert Rodriguez, Quentin Tarantino. Elenco: Freddy Rodriguez, Rose McGowan, Josh Brolin, Marley Shelton, Jeff Fahey, Michael Bihen, Bruce Willis, Naveen Andrews, Stacey Ferguson, Tom Savini. Estreia: 15/10/07

Dentro da indústria hollywoodiana existe um universo particular para os filmes de Quentin Tarantino e Robert Rodriguez. Amigos e partidários do mesmo estilo de fazer cinema, os dois cineastas encontraram em "Grindhouse" o projeto ideal. Fãs de filmes baratos antigos, eles tiveram a ideia de um programa duplo, como acontecia em alguns cinemas americanos nos anos 60 e 70, com produções violentas e sexies que faziam a festa de um público bastante específico. Seu plano - genial no papel e comemorado aos quatro ventos pelos admiradores de seu trabalho - não se mostrou tão bem-sucedido quando transposto para a vida real. Lançado nos cinemas ianques em outubro de 2007, o projeto espatifou-se nas bilheterias, o que ocasionou a divisão entre os dois filmes para lançamento mundial. Vistos juntos talvez realmente a coisa seja um tanto cansativa, mas separado de "À prova de morte", o filme de Robert Rodriguez, "Planeta Terror" é um programaço para quem gosta de cinemão trash.

Exercitando seu gosto por cinema barato, Rodriguez não deixa pedra sobre pedra nessa história bizarra sobre zumbis criados através de uma arma química - trama criada durante as filmagens de seu "Prova final", de 1998. Sem preocupar-se exageradamente com coerência e verossimilhança, o cineasta (que acumula as funções de diretor, roteirista, diretor de fotografia, produtor e autor da música original) assina uma brincadeira entre amigos repleta de sangue, vísceras expostas, feridas purulentas e personagens amorais. Apresentando um visual propositalmente sujo - o que talvez tenha causado estranheza aos frequentadores ocasionais do universo proposto por ele - "Planeta Terror" usa e abusa de ranhuras na imagem, granulação e efeitos visuais toscos, chegando ao cúmulo de pular uma sequência inteira (porque, segundo os exibidores fake do filme o rolo foi perdido). É preciso embarcar sem restrições na viagem de Rodriguez. Feito isso, é entretenimento de primeira.


O heroi de "Planeta Terror" é o misterioso El Wray, interpretado por Freddy Rodriguez, o Federico da série "Six feet under" - em mais uma ousadia louvável do cineasta, preferindo um protagonista atípico e sem o apelo comercial que normalmente se espera de uma produção com ambições de tornar-se um sucesso de bilheteria. Mais baixo do que os galãs da tela e praticamente desconhecido, Rodriguez é um trunfo artístico que não deixa a oportunidade passar batida. Ele vive um mecânico do Texas que se vê envolvido em uma apavorante experiência quando sua ex-namorada e ainda forte paixão Cherry (Rose McGowan) é atacada por um grupo de zumbis, que lhe arranca a perna direita. No hospital, ele percebe que a cidade está sendo tomada por esse grupo de monstros e se une a uma espécie de esquadrão disposto a eliminá-los. A situação ainda é mais complicada quando todos eles descobrem que tudo na verdade é consequência de um experimento químico do governo americano.

Está tudo presente em "Planeta Terror": mulheres fatais (e fortes), diálogos deliciosamente forçados, vilões crudelíssimos (em especial o médico interpretado por Josh Brolin), podreira extrema. Rodriguez se dá ao luxo inclusive de brincadeiras muito específicas para quem conhece o gênero grindhouse: para quem não sabe, era comum que os produtores utilizassem um astro conhecido para estampar os cartazes e chamar público, mesmo que eles participassem de pouquíssimas cenas (e normalmente filmada sem a participação de outros membros do elenco). Em seu filme, o homem que chamou a atenção por realizar "El Mariachi" com apenas 7 mil dólares em 1992 conseguiu com que Bruce Willis topasse entrar na jogada. Prestem atenção e percebam que Willis - em um papel pequeno mas crucial - não contracena diretamente com ninguém...

Brilhantemente editado e dotado de um senso de humor inteligente, "Planeta Terror" é um cult movie por excelência, que apresenta inclusive a icônica imagem de uma Cherry com uma arma no lugar a perna direita. Infelizmente na versão solitária não consta todos os falsos trailers criados por Tarantino e Rodriguez para acompanhar o filme. Resta apenas o sensacional "Machete" - que agradou tanto aos espectadores que ganhou uma produção inteira, estrelada pelo podreira Danny Trejo. Saiba do que se trata e se divirta de montão.

Nenhum comentário: